Quarta, 14 de Abril de 2021 07:24
62 98221-0450
filmes #TBT

A vida e as coisas mais estranhas

Bora reviver esse TE BE TE

18/03/2021 09h00 Atualizada há 4 semanas
Por: Leticia Ribeiro
A vida e as coisas mais estranhas

 

Encontrar companheiros de jornada e lutar ao lado deles contra um mal em comum tornaria a vida muito mais fácil, mas nós não vivemos em Stranger Things. Ainda assim, há elementos da série que fazem parte do mundo da não-ficção e permitem nos identificarmos com a trajetória dos personagens. 

A identificação vai muito além dos romances juvenis e da vontade de viver algo extraordinário. 

Vamos começar pelo ponto de partida que vai desencadear em todos os outros acontecimentos da série: Os experimentos - inclusive em humanos - para fazer contato com outras dimensões.

Apesar de "mundos paralelos" serem um clichê hollywoodiano da ficção científica e até mesmo de romances como "A Casa do Lago", isso só existe como roteiro por causa da sua discussão na chamada vida real. 

Você com certeza já ouviu alguém falar sobre os buracos negros e pode ter ouvido teorias sobre "dimensões" que existiriam dentro deles. A própria ideia de céu e inferno envolve acreditar nesses tais mundos paralelos que coexistem com o nosso.

Outro ponto importante a observar é como os personagens caminham rumo à maturidade. Citando a sociologia, mas sem me aprofundar muito nela, muitos pensadores dessa área afirmam que o ser humano constrói a sua identidade na presença de um grupo. O sumiço de Will Byers, motiva todo o seu grupo a encarar inúmeros desafios para encontrá-lo. Mesmo que isso envolva entrar em um mundo de cabeça pra baixo (upside down - nome original na versão americana), ou mundo invertido na tradução para o português.

Estar em um mundo ao contrário do seu significa ter incertezas, se desconstruir. Isso faz parte do amadurecimento, sair da zona de conforto infantil e se arriscar em conhecer outras realidades. Para isso é necessário a presença de um grupo de amigos, colegas ou conhecidos que vai te ajudar com algumas descobertas. Nesse processo também é descoberta a fragilidade dos adultos, que eles também têm medos e incertezas.

Por último, apenas pra não me alongar muito, vamos falar sobre os Demogorgons. Eles são alguns dos famosos vilões da história e a maior ameaça a ser enfrentada. O nome desses seres terríveis foi escolhido pelos protagonistas, se baseando no personagem de um jogo. Nada mais justo, pois nós somos responsáveis por nomear o mal que nos atormenta sejam as dívidas, certas pessoas ou até mesmo o sobrenatural.

Por isso e por muitos spoilers que não pretendo dar, Stranger Things vale o tbt! Tire suas próprias conclusões sobre as diferenças e semelhanças com a realidade em que vivemos e comenta aí. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias