Quarta, 14 de Abril de 2021 08:55
62 98221-0450
Saúde CARVÃO ATIVO

Usado para clarear os dentes, carvão ativado faz mal à saúde

Modinha que se popularizou principalmente nas redes sociais não tem comprovação de eficácia e seu uso oferece sérios riscos à saúde bucal

16/03/2021 12h00
Por: André Oliveira
Usado para clarear os dentes, carvão ativado faz mal à saúde

 

Anúncios e depoimentos indicando o efeito branqueador, quase com entonação milagrosa, do chamado carvão ativado nos dentes, se tornaram cada vez mais frequentes nas redes sociais. Com ares de 'tendência', o uso indiscriminado da substância começou a se popularizar de maneira perigosa e irresponsável, como reflexo da busca imediata pelo sorriso ideal, perfeito. O caso é que não existe nenhuma comprovação científica de que o carvão de fato clareia os dentes. De acordo com o implantodontista do Crool Centro Odontológico, Frederico Coelho, alguns cremes dentais fazem uso da substância em suas composições e prometem o efeito, mesmo sem comprovação de eficácia para branqueamento ou combate à cárie. "O efeito clareador acontece, provavelmente, pela ação dos outros componentes do creme dental em detrimento do efeito do carvão ativado", explica.  

O profissional ainda esclarece que, em algumas culturas, o carvão ativado é usado como agente de limpeza e a partir disso, ele tem sido indicado como dentifrício ou agente clareador dos dentes. "Essa tendência se dá muito mais por uma questão mercadológica do que por um real efeito do carvão ativado", enfatiza. Em contrapartida aos efeitos positivos não comprovados do resíduo, o que se sabe é que os danos que o seu uso excessivo pode acarretar são reais, como a presença de manchas, desgaste do esmalte dos dentes ou mesmo alergia, podendo causar dor e até necrose. 

Não é novidade que as redes sociais se tornaram grandes vitrines que tendem a vender perfeição, no entanto, não costumam enfatizar os riscos de muitas das tendências difundidas. Nesse sentido, Frederico ainda alerta para o perigo das indicações retiradas da internet, sem qualquer comprovação. "As pessoas são influenciadas a fazer uso de substâncias clareadoras sem conhecer seu estado bucal prévio. A aplicação de agentes clareadores muito concentrados sobre cavidades dentais abertas ou restaurações defeituosas podem levar a dor e necrose da polpa dental, vulgarmente conhecido como o nervo do dente, fazendo com que o paciente tenha que realizar um tratamento de canal, ou, em último caso, a extração do dente".  

O implantodontista ressalta que os cuidados básicos que são muito mais eficazes e imprescindíveis. "Uma escovação frequente e corretamente executada remove manchas e biofilme bacteriano depositados na superfície do dente, dando aspecto mais branco a estes. Nesse sentido, os cremes dentais ditos "clareadores" branqueiam os dentes porque são mais eficientes na limpeza deles, pelo seu efeito mais abrasivo. Então, para pessoas que não tem o hábito de escovar os dentes frequentemente, o creme dental clareador pode ser benéfico. Por outro lado, o uso desses produtos pode levar ao desgaste excessivo do dente. Então, a recomendação é usar cremes dentais comuns e que contenham flúor, utilizar o fio dental e realizar a higiene bucal regular", garante. O profissional do Crool ainda enfatiza que qualquer intervenção na saúde de alguém, bucal ou geral, deve ser feita sob orientação de um profissional capacitado. "Com saúde não se brinca", conclui. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias