Quarta, 14 de Abril de 2021 08:31
62 98221-0450
Saúde DECRETO MUNICIPAL

Neste novo período de restrição, não podemos repetir os mesmos erros?

O que podemos fazer para não sermos prejudicados?

09/03/2021 10h25
Por: André Oliveira
Juliana Barreto
Juliana Barreto

 

Devido ao aumento da nova infecção por coronavírus, as prefeituras de Goiânia e da região metropolitana decidiram pela segunda vez nesta semana por um período que as atividades de atividades básicas serão restritas. Mais uma vez, a sociedade terá que suportar as limitações das atividades não essenciais. Uma vez que já temos experiência em restrição de tráfego, o que podemos fazer para evitar a infecção em primeiro lugar?

Para Juliana Barreto, infectologista que atende no ambulatório instalado no complexo Orion, nosso cuidado preventivo com o Covid-19 deve ser maior do que era naquela época. O médico alertou que a taxa de internação de pacientes jovens agora é maior. “O que observamos é que a cepa Sars-Cov-2 que circula em Goiás tem causado internações e complicações graves em pacientes jovens entre 30 e 50 anos. É justamente por isso que essa população tem menos respeito pelos métodos de medição a distância.

O que devemos fazer? O que aconteceu conosco e não pode ser repetido? Para atingir o objetivo de redução da curva de infecção e mortalidade, desta vez, a população nas medidas propostas deve ser estritamente limitada. A Dra. Juliana Barreto disse que por ser esse caso mais grave e por termos experiência anterior com medidas restritivas, para amenizar a super demanda por leitos de UTI no momento, será necessária uma grande população: 

Intensificar a higienização das mãos, o uso de máscara e o respeito ao distanciamento social. A infectologista afirmou que lavar as mãos com frequência e usar máscara são as medidas mais eficientes de prevenção da Covid-19.

Respeitar realmente as deliberações do poder público de restrição da atividade e movimentação. Evitar festas, eventos ou lugares que gerem aglomerações de pessoas. 

Mesmo em ambientes que estão permitidos o funcionamento, como supermercados e comércio essenciais, evitar ficar em fila ou próximo de outras pessoas. 

• Evitar, na medida do possível, sair e quando necessário, preferir horários que os estabelecimentos estejam mais vazios.   

• Evitar se locomover em ônibus lotados, a médica cobra que o poder público aumente a frequência dos veículos de transporte coletivo para que não haja aglomerações no transporte urbano. 

Juliana Barreto disse que a partir de agora teremos que aprender a conviver com o vírus. “Precisamos controlar nossas ações para acabar com a fase pandêmica de Covid-19, que está cheia de leitos de UTI, mas mesmo com o uso de vacinas, a mutação do vírus continuará a espalhar Sars-Cov-2. Covid-19, até Em casos raros, essa situação continua, e o processo que chamamos de "período epidêmico" permite que os infectologistas expliquem. Mas antes que a pandemia seja controlada, os médicos alertam a todos para aumentar a higiene pessoal e o distanciamento social. Medidas. Ele disse: " Isso inclui manter o meio ambiente e as compras limpas, porque, sim, o Covid-19 pode ser produzido por meio desses métodos. "

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias